Loja Virtual Moda e Styles

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Babilônia Feira Hype no LINK MALL - BARRA!



DIAS 29 e 30 de AGOSTO
12h às 21h

MODA + ARTE + MÚSICA + DESIGN + GASTRONOMIA + JARDINAGEM


terça-feira, 25 de agosto de 2015

Peça inspirada na obra de Nelson Rodrigues estreia no Teatro Popular



A peça "Pelo Buraco da Fechadura" estreia no dia 28 de agosto, sexta-feira, no Teatro Popular Oscar Niemeyer e fica em cartaz até o dia 06 de setembro.

O espetáculo, inspirado na obra de Nelson Rodrigues, conta a história de dois amigos (Raul e Olegário), que viviam juntos, mas devido aos acasos da vida, acabaram se distanciando, por alguns anos. Até que em certo dia, tudo mudou, eles se reencontram no bordel de Madame Cri-Cri, onde podem encontrar as moças mais belas de toda a redondeza e começam a viver novas aventuras, em cima da fixação de Raul por não gostar de mulheres com seios grandes.

Raul era paranoico e acabara de inventar mais uma loucura: agora, só casaria com uma mulher de seios pequenos. Já Olegário, casado com Sônia e pai de uma filha, tem uma vida onde nem tudo são flores. Por isso, aguardem mistérios, loucuras e segredos que rondam esses personagens. 

O Teatro Popular Oscar Niemeyer fica na Rua Jornalista Rogério Coelho Neto, Centro, em Niterói. Ao lado das barcas e atrás do Terminal Rodoviário João Goulart.


Elenco:
Raul: Rodrigo Santos
Olegário: Marquinhos Sylvestre
Sônia: Sara Pimentel
Dorotéia: Emily Joannes
Suzana: Luana Leal
Moema: Babi Lisboa
Zulmira: Raquel Fonseca
Madame Cri-Cri: Natália Costa

Supervisor Geral: Tonico Pereira
Diretor: Flávio Alves
Produtor Gráfico: Diego Riccel
Preparadora Vocal: Juliana Salóes
Cenógrafo: Pablo Cotía


Serviço

Horário: sexta às 21h, sábado às 20h e domingo às 19h
Duração: 60 minutos
Ingresso: R$ 20 reais (inteira)
Classificação: 14 anos
Local: Teatro Popular Oscar Niemeyer

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

CONJUNTO ANIMA E CUORE SE APRESENTA NO CINETEATRO DO MUSEU IMPERIAL




No próximo domingo dia 23 de agosto, o Conjunto Anima e Cuore da UCP, regido pelo maestro Antônio Gastão, se apresentará no Cineteatro do Museu Imperial, às 16 horas, com o V Concerto da Temporada 2015, como já tradicional no Museu. Os interessados poderão retirar seus convites na bilheteria do Museu gratuitamente a partir desta quarta-feira, dia 19, até o horário de início da apresentação.

Desta vez, o repertório irá abranger um amplo período histórico, incluindo desde as danças renascentistas de Tillman Susato até a uma suíte de ritmos brasileiros do maestro Antônio Gastão para trio de cordas e violino solista, que terá sua primeira audição neste concerto. Também no programa estão obras de Haendel e uma bela cantata de Alessandro Scarlatti para soprano solista, flautas e contínuo.

             CONJUNTO ANIMA E CUORE DA UCP – Fundado em novembro de 1986, o Anima e Cuore tem em seu currículo centenas de apresentações de grande sucesso, entre concertos didáticos destinados à comunidade universitária e eventos especiais. Formado por músicos voluntários e alunos bolsistas da Universidade, o Conjunto possui um repertório extenso e variado, incluindo desde peças de compositores anônimos do período medieval até os grandes mestres do período barroco.

            Destacam-se entre suas apresentações as temporadas de concertos que vem realizando regularmente no Museu Imperial de Petrópolis e um programa especial do conjunto, produzido pela Rádio UCP, apresentado pela Rede Nacional de Rádios Educativas. Iniciou em 2008 o projeto de apresentar, em seus concertos regulares, todas as cantatas de igreja de Johann Sebastian Bach.

            O Conjunto Anima e Cuore foi vencedor em 2014 do Prêmio Guerra-Peixe de Cultura, na categoria Música Clássica, pelo conjunto de concertos realizados na temporada 2013 no Museu Imperial de Petrópolis.


CASA DE CLÁUDIO DE SOUZA RECEBE PRIMEIRO ENCONTRO DO NAAP – NÚCLEO DE ASTRONOMIA AMADORA PETROPOLITANA




             Na próxima segunda-feira, dia 24 de agosto, às 19h30, a Casa de Cláudio de Souza receberá o primeiro encontro do NAAP - Núcleo de Astronomia Amadora Petropolitana. Na ocasião, seu coordenador, Marcelo Antônio De Cicco, ministrará palestra cujo tema será “Introdução a astronomia observacional: Conceitos básicos de observação astronômica ao leigo e ao iniciante”. O evento é gratuito e aberto ao público interessado.
             Marcelo ainda fará uma avaliação do mês subsequente, analisando os fenômenos que poderão ser observados através não só de telescópio, mas a olho nu. “A ideia é realizar reuniões mensais onde sejam discutidos vários temas voltados para o assunto, fazendo com que a população entenda um pouco mais sobre essa ciência, passando a participar dos encontros”, afirma De Cicco.
             O astrônomo complementa que, em um segundo momento, quer conscientizar a população com relação à poluição luminosa, que interfere diretamente no ecossistema influenciando inclusive na migração, reprodução e alimentação das aves.
             O evento é gratuito, aberto a todas as idades e, ao final, terá sorteio de kits.
             SOBRE O PALESTRANTE – Marcelo Antonio De Cicco é astrônomo formado no Observatório do Valongo e possui experiência em astronomia desde 1982. Trabalhou com a construção e análise de refletores, refratores e instrumentação em geral.  Marcelo também é especialista em tratamento de imagens, estatística, ótica, algoritmos e modelagem para astronomia, além de ser membro do CARJ - Clube de Astronomia do Rio de Janeiro, desde 1984. Atualmente, coordena a Exoss Citizen Science e possui uma estação de monitoramento de meteoros na cidade de Petrópolis/ RJ. 
             SOBRE O NAAP – NÚCLEO DE ASTRONOMIA AMADORA PETROPOLITANA É uma organização sem fins lucrativos, criada por Marcelo Antônio De Cicco, em abril de 2015, que tem por objetivo reunir os amantes da astronomia e astrofotografia, possibilitando assim, o desenvolvimento de atividades correlatas, bem como construção de telescópios e instrumentação, além de  promover cursos, seminários e palestras sobre o tema.
             A Casa de Cláudio de Souza fica na Praça da Liberdade, 247, Centro, Petrópolis. Além dos eventos que recebe e organiza, o espaço, que é unidade do Museu Imperial, está aberto para visitação gratuita de terça a sexta-feira, das 11h às 18h. Para mais informações, entre em contato pelos telefones (24) 2231-5156 e (24) 2231-4722 ou pelo e-mail mimp.casaclaudiodesouza@museus.gov.br.
SERVIÇOS

Casa de Cláudio de Souza/Museu Imperial
Endereço: Praça da Liberdade, 247, Centro – Petrópolis, RJ
Contatos: (24) 2231-5156 / (24) 2231-4722 / mimp.casaclaudiodesouza@museus.gov.br
Visitação: de terça a sexta, das 11h às 18h
Biblioteca: de terça a sexta, das 13h30 às 17h30 (em outros horários, mediante agendamento pelo e-mail    mimp.biblioteca@museus.gov.br)

Museu Imperial/Ibram/MinC
Endereço: Rua da Imperatriz, 220 – Centro – Petrópolis, RJ
Telefones: (24) 2233-0300 / (24) 2233-0360
Twitter: @museuimperial

Visitação: de terça a domingo, das 11h às 18h
Jardins: de terça a domingo, das 8h às 18h

Ingressos para visitação:
Adultos: R$ 10,00
Estudantes, professores e maiores de 60 anos: R$ 5,00
Menores de 7 anos e maiores de 80: gratuito
Moradores de Petrópolis e petropolitanos, às quartas-feiras e no último domingo do mês: gratuito

Assessoria de Imprensa
Patrícia França e Tarsila Rangel
(24) 2233-0387 e (24) 2233-0392
mimp.imprensa@museus.gov.br

“As Aventuras de Pinóquio” no Teatro Popular




O espetáculo “As Aventuras de Pinóquio” entra em cartaz no Teatro Popular Oscar Niemeyer, no próximo dia 22 de agosto, ficando em temporada nos dias 23, 29 e 30/08, sempre às 16h.

Eleito pelos leitores do Rio Show (O Globo) como o melhor infantil do primeiro trimestre de 2015, a peça conta a famosa história de um artesão solitário, Geppetto, que almejava ser pai e tem o seu sonho realizado de uma forma inusitada. O artesão constrói um boneco, chamado de Pinóquio, em um tronco de madeira, que ganha vida e vira seu filho. Geppetto parte, assim, para uma nova aventura em sua vida, ser pai.

O conto, que está no imaginário popular desde a sua criação e, no Brasil, é uma das lendas mais contadas para as crianças, traz o grilo, a fada, a raposa, o peixe cão e vários outros personagens.

Com direção de Carina Casuscelli e texto de Daniel Porto, a montagem conta com músicas e estética italianas. No elenco, Antônio Carlos Feio, Luciana Victor, Gabriel Jacques e João Fraga interpretam os principais personagens da história. 


O Teatro Popular Oscar Niemeyer fica na Rua Jornalista Rogério Coelho Neto, Centro, em Niterói. Ao lado das barcas e atrás do Terminal Rodoviário João Goulart.


ServiçoAS AVENTURAS DE PINÓQUIO
Temporada: 22, 23, 29 e 30 de agosto de 2015
Horário: sábados e domingos, às 16h
Duração: 50 minutos
Local: Teatro Popular Oscar Niemeyer
Endereço: Rua Jornalista Rogério Coelho Neto, s/nº, Centro, em Niterói. Ao lado das barcas e atrás do Terminal Rodoviário João Goulart.
Lotação: 460 lugares
Ingresso: R$ 30 (inteira)
Classificação: Livre


Foto: Divulgação

sábado, 15 de agosto de 2015

Tatto Place Convention Niterói - Fotos do Evento


A Tattoo Place Convention mudou de local e data para mais conforto de nossos expositores e visitantes. O novo local é o tradicional Espaço Cultural Estação Cantareira no bairro de São Domingos, reduto da galera alternativa, dos universitários e considerada pelos Niteroienses como a Lapa local.




































Mostra Controvérsias no Teatro Eduardo Kraichete

Serviço:
Data: De 18 de setembro a 3 de outubro de 2015
Local: Espaço Cultural Ladeira das Artes (Alameda João Batista, 15, Icaraí-Niterói)
Ingressos: R$ 20 inteira | R$ 10 meia


Oficina Social de Teatro leva aos palcos a Mostra Controvérsias, com apresentação de seis peças no Teatro Eduardo Kraichete
Espetáculos farão o público pensar sobre questões sociais como preconceito e violência doméstica

A Oficina Social de Teatro vai mexer com a cabeça do público. De 5 de agosto a 30 de setembro, a OST apresentará a Mostra Controvérsias, que levará ao palco do teatro Eduardo Kraichete seis espetáculos teatrais, cada um com um tema que reflete problemas sociais vividos na atualidade. Os atores interpretarão situações referentes à violência doméstica contra a mulher e ao mais diversos tipos de preconceito, entre outras questões.
Uma controvérsia é uma questão de opinião sobre os fatos sociais, a qual as partes envolvidas nessas discussões discordam ativamente em alguns pontos e, com isso, argumentam ou debatem.
“A controvérsia em questão, a que ser quer explorar, é a que se desenvolve a partir do ato de se relacionar. Ao entrar no teatro para assistir um espetáculo, por mais que não queira, o espectador trava um confronto de relações entre si e as personagens que se exporão em cena. Há a opinião da cena em destaque junto à opinião do espectador com relação ao que vê. No ato concreto de representar, no instante em que a cena se mostra aos olhos do espectador, esse último revela para si, de maneira silenciosa, sua própria opinião, e se reconhece e significa”, explica Jose Geraldo Demezio, diretor artístico e pedagógico da OST.
Os níveis de relação que serão travados entre a Oficina Social de Teatro e seus espectadores para que, a partir dessas relações, as críticas pautadas por esses últimos possam se manifestar, se darão em diferentes instâncias espaciais. Além das apresentações no teatro Eduardo Kraichete, duas das peças também serão exibidas no Espaço Cultural Ladeira das Artes, sede da Oficina Social de Teatro, em Icaraí. Também estão programadas algumas intervenções externas que acontecerão em forma de FlashMobs, em espaços livres da cidade.
“Todo o esforço para realização da mostra visa a ampliação do olhar humano sobre as questões sociais que o rodeiam, fazendo com que esse homem, ao lançar mão de seu olhar sobre obras artísticas, possa também lançar-se diante de um julgamento mais claro sobre o que com ele vem sendo feito”, afirma Jose Geraldo.

Os espetáculos da Mostra Controvérsias – Uma Mostra de Teatro sobre Questões Sociais

Precisamos falar de nós
5 de agosto de 2015 – 19h30
Classificação etária: Livre
Texto e direção: Amaury Lorenzo

Sinopse: Um tratado sobre o indivíduo e sua sociedade, que fornece à cena temas como infância, amor, pedofilia, religião, paixão, morte, preconceito, solidão. As questões humanas são abordadas de forma poética, numa proposta de teatro-dança.

Nora
12 de agosto de 2015 – 19h30
Classificação etária: Livre
Uma adaptação do Clássico “Casa de Bonecas”, de Henrik Ibsen
Direção: Amaury Lorenzo

Sinopse: Nora é a história de todas as mulheres heroínas de todos os tempos e que aguardam o milagre diário de serem reconhecidas e respeitadas. Após cometer um crime em segredo, para salvar seu marido, Nora espera, desesperadamente, que seja perdoada e compreendida. A discussão sobre o amor acima de tudo e suas consequências é o trunfo maior para Nora.

A quinta sala à esquerda
19 de agosto de 2015 – 19h30
Classificação etária: 18 anos
Texto: Ana Clara Branco, Glauston Pinheiro e Erika Ferreira
Concepção e direção: Erika Ferreira

Sinopse: Conta a história de um grupo de 10 pessoas que são raptadas e trancafiadas dentro de um lugar ermo. Cada um tem uma jaula bem pequena, onde recebem rações e bebidas direcionadas ao controle desses humanos. Ao decorrer da ação, essas pessoas são torturadas mentalmente e fisicamente. Um grupo de “soldados da paz anunciada” vai apresentando aos poucos o controle que eles têm da situação e o por que daquelas pessoas terem sido escolhidas.

Rania – Por todos nós
26 de agosto de 2015 – 19h30
Classificação etária: 12 anos
Texto e direção: Erika Ferreira

Sinopse: Conta a história de Rania, quarta filha do casal Omar e Nerida. O que tem de especial nessa história é o fato escondido pela mãe: a filha caçula nasceu num dia de lua sangrenta e todas as crianças que nascem nesse dia levam sangue para toda a família. A mãe resolve então mentir, dizendo que Rania nasceu algumas horas depois do desaparecimento da lua e tem ajuda da ama da família para guardar o segredo. O que acontece é que a mãe trata Rania diferente das outras irmãs (Najla, Zafira e Adoni) e a menina sente esse desprezo ao mesmo tempo que é maltratada pelas irmãs. Ao fazer 16 anos Rania tem que se casar com um escolhido da família, ela questiona esse procedimento mas acaba aceitando o destino desenhado por todos. Um grupo de ciganos chega à cidade e Rania se apaixona por um deles, vivendo várias peripécias até o final que ela escolhe.

3 vezes Shakespeare
09 de setembro de 2015 – 19h30
Classificação etária: 18 anos
Texto e direção: Aléssio Abdon

Sinopse: Entre os anos 1585 e 1592 existiu um homem que começou uma carreira bem-sucedida em Londres como ator, dramaturgo e proprietário da companhia de teatro Lord Chamberlain’s Men.  Essa história fala de William Shakespeare, que foi um homem atormentado por suas paixões e seus fantasmas. Ele viveu em um período onde o contexto histórico favorecia o desenvolvimento cultural e artístico, pois a Inglaterra vivia os tempos de ouro sob o reinado da rainha Elisabeth I. Esse homem de teatro viveu nesse período, conhecido como teatro elisabetano, escreveu tragédias, dramas históricos e comédias que marcam até os dias de hoje o cenário teatral. Pois tratam de temas próprios dos seres humanos, independente do tempo histórico. Amor, relacionamentos afetivos, sentimentos, questões sociais, temas políticos e outros assuntos, relacionados à condição humana.

À margem
30 de setembro de 2015 – 19h30
Classificação etária: 14 anos
Texto e direção: Aléssio Abdon

Sinopse: Inspirada no universo do dramaturgo brasileiro Plínio Marcos, a peça faz um passeio por sua obra abordando temas como, solidão, intolerância e a decadência humana. Seres humanos esquecidos e completamente marginalizados pelo o resto da sociedade. Homossexuais, prostitutas, cafetões, moradores de rua, que geralmente são odiados e excluídos. Mas o fato é que somos todos seres humanos. É a história e o grito dos esquecidos.
Serviço:
O Teatro Eduardo Kraichete Avenida Roberto Silveira 123, Icaraí.
Ingressos: R$ 40 inteira | R$ 20 meia


Mostra Paralela no Espaço Cultural Ladeira das Artes A quinta sala à esquerda
Temporada: 18, 25 de setembro e 2 de outubro de 2015 – 19h30
Classificação etária: 18 anos
Texto: Ana Clara Branco, Glauston Pinheiro e Erika Ferreira
Concepção e direção: Erika Ferreira


Rania – Por todos nós
Temporada: 19, 26 de setembro e 3 de outubro de 2015 – 19h30
Classificação etária: 12 anos
Texto e direção: Erika Ferreira

LIVRO SOBRE AS VIAGENS DE D. PEDRO II SERÁ LANÇADO NO MUSEU IMPERIAL



Por meio dos diários de D. Pedro, o pesquisador Roberto Khatlab refez o itinerário do imperador e reconstruiu sua passagem pelo Oriente Médio e pela África do Norte

                 No próximo dia 20 de agosto, às 19 horas, o Cineteatro do Museu Imperial receberá o lançamento do livro As viagens de d. Pedro II – Oriente Médio e África do Norte, 1871 e 1876, escrito pelo pesquisador Roberto Khatlab, que refez o itinerário do imperador e reconstruiu sua passagem pelas terras do Oriente Médio e da África do Norte. O evento será gratuito e aberto ao público.

                 Publicado pela Benvirá, selo de ficção e não ficção da Saraiva, o livro narra as negociações, os estudos e as impressões que o imperador do Brasil teve sobre aqueles povos, seus idiomas e cultura.

                 Em As viagens de d. Pedro II, Khatlab apresenta um panorama do Oriente e da África do Norte pela visão do imperador, além de construir um perfil inovador do monarca visionário que guiou parte da história do nosso país.

                 O autor diz que “além dos diários, obtidos no Arquivo Histórico do Museu Imperial de Petrópolis, consultou cartas que d. Pedro II escreveu a seus amigos. Várias dessas cartas se encontram no Museu Imperial de Petrópolis e em outras instituições no Brasil e no exterior, como na França. A pesquisa também contemplou materiais encontrados no Oriente Médio,como documentos, jornais, revistasda época, que esclarecem as passagens do monarca no Oriente”.

                 Sobre o livro - A vida de d. Pedro II foi quase inteiramente dedicada ao seu império e aos estudos nas mais diversas áreas científicas. Durante seu reinado de quase meio século, ele realizou três grandes viagens internacionais, e duas delas, em 1871 e 1876, incluíram o Oriente e a África do Norte.

                 Em suas viagens, o então imperador do Brasil alimentou um diário em que registrava suas experiências não apenas em palavras, mas também em desenhos de próprio punho – croquis rabiscados durante a noite, à luz de velas e fogueiras.

                 Sobre o autor - Roberto Khatlab nasceu em Maringá, no Paraná. É pesquisador e autor de vários livros sobre história, religião, relação Brasil-Oriente Médio, emigração e imigração libanesa, publicados em português, árabe, francês, inglês e espanhol, chegando a ganhar o prêmio de literatura Said Akl (Líbano). Reside em Beirute, no Líbano, onde é diretor do Centro de Estudos e Culturas da América Latina na Universidade Saint-Esprit de Kaslik (Cecal-Usek).

                 Sobre o Grupo Saraiva - A Saraiva, empresa focada em educação, cultura e entretenimento, está presente em todas as fases da vida de seus clientes. A empresa opera por meio do conceito multicanal, com uma ampla gama de produtos e serviços. A empresa conduz seus negócios de comércio eletrônico pelo site Saraiva.com.br, cuja operação é totalmente integrada à da rede de lojas físicas, com presença em todo território nacional. A empresa também edita e comercializa conteúdo, primordialmente voltado à educação, nas formas impressa, digital e através de sistema de ensino, incluindo da pré-escola ao ensino superior, além de conteúdo direcionado a técnicos e profissionais.

SERVIÇOS

Museu Imperial/Ibram/MinC

Endereço: Rua da Imperatriz, 220 – Centro – Petrópolis, RJ

Telefones: (24) 2233-0300



Twitter: @museuimperial




Visitação: de terça a domingo, das 11h às 18h

Jardins: de terça a domingo, das 8h às 18h 



Preços:

Adultos: R$ 10,00

Estudantes, professores e maiores de 60 anos: R$ 5,00

Menores de 7 anos e maiores de 80: gratuito

Moradores de Petrópolis e petropolitanos, às quartas-feiras e no último domingo do mês: gratuito